Fundo

quarta-feira, janeiro 23, 2013

Questões da nossa vida...



identifiquei-me imenso com a frase lá escrita e que foi dita pelo psicólogo Quintino Aires:

"... não me importa dizer aos outros que sou muito feliz,
o que me importa é saber que dentro do meu coração eu sou
verdadeiramente feliz ...."

Ora nem mais... Para além de adorar e me identificar com a frase,
fiquei curiosa com o video e fui ao site da TVI cuscar.
Para ver o vídeo clica aqui.

Trata-se de uma conversa/entrevista acerca da virgindade... se nos
deveriamos manter virgens ou não até ao casamento!
Fiquei parva com as respostas dos entrevistados mais jovens,
não tinha a menor noção de que pessoas mais novas pensassem assim!
Ou então responderam pelo que achavam ser mais correto,
o que está completamente errado também!
Fiquei parva e incrédula...  

Concordei com todas as palavras do psicólogo...
acho que cada pessoa deve fazer a sua escolha, mas que essa escolha deve ser
ponderada, e pelas razões que para nós fizerem mais sentido!

E nunca, mas nunca, pelo que os outros nos dizem...
E isso eu acho que deveria acontecer em todas as questões da nossa vida!
Vejam o video e digam-me o que acham.
Bjinhos
Su


7 comentários:

  1. Claro que não me importo linda :) Eu também fiquei chocada com a resposta dos adolescentes, se bem que me parece que responderam aquilo para ficarem "bem na fotografia" caso alguém conhecido visse o programa. O sexo é uma coisa natural e não percebo como ainda existem tantos tabus nos dias que correm... bjinhos

    ResponderEliminar
  2. Eu também já tinha visto e adorei essa frase!

    ResponderEliminar
  3. sem duvida que primeiro estamos Nós...depois os que os outros pensam ou acham :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exatamente...
      E quando tomamos uma decisão devemos tomá-la porque pesamos os prós, os contras e vemos o que é melhor para nós..
      E não fazer álgo só porque os outros dizem que deve ser feito assim...

      Aprendi isso muito tarde na minha vida... mas antes tarde que nunca!!! hehehe

      Eliminar
  4. Concordo com a última parte da frase. O que interessa é sentir as coisas no nosso coração, ser verdadeiro. Como tal, não há necessidade de provar nada a ninguém e até me importo de espalhar a minha felicidade porque há sempre alguém a querer mandar abaixo. Comigo está sempre tudo mais ou menos para os outros. O melhor e o pior ficam comigo :P
    Em relação às entrevistas, trata-se de uma questão de desejabilidade social. Eu já fiz várias entrevistas de investigação e se num contexto de escritório, sem câmaras, as pessoas respondiam segundo achavam melhor, na tv era de esperar. Uma coisa é o que as pessoas dizem, outra é o que elas fazem. Ideologicamente eles até podem pensar isso, mas se ele pergunta-se se eles eram virgens ou se iriam casar virgens o casa já mudaria de figura.
    Na minha tese perguntei se todos conheciam os beneficios ou não de uma alimentação saudavel e se tinham cuidados na alimentação, todos responderam que sim (que não comiam fritos, molhos ...) mas quando perguntei o que havia sido a última refeição e onde foram comer fora pela última vez já deves calcular o que eles responderam!!!
    É preciso saber ler nas entrelinhas.

    Bjokas.

    ResponderEliminar